INTEGRANTES

Mariá Guedes (DRT: 37154/SP) - AAtriz, palhaça, bailarina, circense e diretora. Bacharel em Artes Cênicas pela UNICAMP - concluído em 2011, dubladora pela escola “Universidade de dublagem” - conclusão em 2012 e Mestre em Artes Cênicas na Escola de Comunicação e Artes (ECA) da USP - concluído em 2019.  Também formada em licenciatura em Artes pela Faculdade Claretiano (2013) e em pedagogia pela Faculdade INEQ (2020). É bailarina de danças afros, dança do ventre, capoeirista e circense (acrobacias solo e aéreos - trapézio e tecido). Pesquisa a interpretação do ator e a prática corporal nas representações artísticas populares na dança e no teatro, e linguagens de máscaras. Em São Paulo atuou na peça “O bang do loco” dirigida por Chico de Assis (2012) e “A Casa de Farinha do Gonzagão” (2012-2014). Foi dirigida por Eric Lenate e Erica Montanheiro na peça “A Serpente” de Nelson Rodrigues, contemplada na Lei Rouanet (2018). É atriz e palhaça na Cia de Achadouros há 6 anos, onde circulou com o teatro de rua circense "O Espetáculo Mais Prestigioso do Século" dirigido por Sofia Papo com dramaturgia de Cida Almeida (2015-2017) e circula desde 2018 com o infantil “Os Lavadores de Histórias” dirigido por Tereza Gontijo. “Os lavadores de histórias” foi indicada as premiações FEMSA 2019 - Prêmio São Paulo de Incentivo ao teatro Infantil e Juvenil. Assumiu direção ao lado de Erica Montanheiro na peça “Dois a Duas”  contemplada no PROAC manifestações culturais com temática LGBT e Premiada como melhor espetáculo juvenil pelo APCA 2019, com indicação e premiação também no Prêmio FEMSA. “Dois a duas” foi contemplada novamente pelo edital PROAC circulação no ano de 2020.

Felipe Michelini (DRT: 42105)- Formado em Licenciatura em Arte-Teatro pela UNESP (2016) e cursando Mestrado em Artes na UNESP, é ator, palhaço e arte-educador. Atuou nos espetáculos “Feijão com Arroz” (2011), “O Pacto” (2012), “Mandacarú no Asfalto” (2014), “Cantos e Contos de Cá e de Lá” (2016), ”Procura-se Ninguém” (2016) e “Clássicos Avoados” (2017). No ano de 2013 atuou no espetáculo “O Rio”, realizando mais de 50 apresentações em 12 festivais de teatro do Brasil e na Cidade do México. Ainda em 2014 fundou a Cia de Achadouros, onde pesquisa palhaçaria, comicidade e teatro popular, atuando nos espetáculos “O Espetáculo Mais Prestigioso do Século” (2014) e “Os Lavadores de Histórias” (2018). Com a Cia de Achadouros estreou, cumpriu temporadas e circulou por Sescs, Casas de Cultura, Fábricas de Cultura, Itaú Cultural e festivais de teatro. Estudou teatro e palhaçaria com Sue Morrison (CAN), Cida Almeida, Alexandre Mate, Luiza Christov, etc. Em sua trajetória trabalhou com a direção de Fernando Neves, Cida Almeida, Tereza Gontijo e Sofia Papo, entre outros. Ministrou oficinas de teatro, palhaçaria e formação de educadores(as) em diferentes espaços, foi Artista Orientador do projeto Ademar Guerra e do Programa Vocacional. Atualmente é professor da rede pública de São Paulo e pesquisa  as poéticas do teatro de revista com a Cia de Achadouros.

emiliano.jpg

Emiliano B. Favacho (DRT: 0039108/SP) - Ator, palhaço, arte educador e capoeirista. Formado em psicologia pela UNESP, Humor na SP Escola de Teatro e atualmente cursando Academia Internacional de Cinema. Ministra oficinas de palhaço e teatro em diferentes espaços. Estudou com Ésio Magalhães, Alberto Gaus (Solar da Mímica), Sue Morrison (Canadá). Atuou em “Cielo Art” de La Fura Dels Baus, “Joana, a louca” da Cia Ópera do Mendigo, “O Espetáculo Mais Prestigioso do Século” e “Os Lavadores de Histórias” com Cia de Achadouros, “O Sorriso do palhaço”, direção de Fernando Neves.